A Mazzini

As principais preocupações da Mazzini Construtora e Incorporadora foram proporcionar aos seus clientes um produto de padrão diferenciado, transmitir segurança ao mercado e apagar a imagem que a sociedade tinha da construção civil: uma indústria do desperdício e do improviso.


Para isso, o primeiro passo foi mudar a imagem que o próprio colaborador fazia do seu trabalho: a Mazzini aderiu ao Projeto Qualificar - um convênio SINDICON-ES/SENAI que, através de treinamentos, visava formar profissionais "polivalentes", conhecedores de todas as fases da obra (carpintaria, armação e acabamento). Assim, seria possível diminuir a rotatividade da mão-de-obra e, consequentemente, aumentar o seu comprometimento com o resultado final do empreendimento; sobretudo quanto aos prazos de entrega estabelecidos nos contratos.


Dado o primeiro passo, a empresa partiu para a implementação de um sistema de gerenciamento da produção, o “Sistema de Gestão da Qualidade" segundo a norma NBR ISO 9002/94, realizada em parceria com a empresa de consultoria NBS Consulting Group de São Paulo. Os trabalhos duraram 15 (quinze) meses e em 28 de abril de 1998 a Mazzini, com apenas 03 (três) anos de sua fundação, tornou-se a empresa mais jovem do Brasil a obter esse certificado.


A Alta Direção da Mazzini definiu a Política da Qualidade levando em consideração seus valores essenciais definidos no Planejamento Estratégico: bom relacionamento com os públicos prioritários, transparência nas relações, projetos harmoniosos e sustentabilidade, bem como em melhorar continuamente a eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade.


Sendo assim, a Política da Qualidade consiste em:

“Melhorar continuamente nossos processos e proporcionar aos clientes ótimos projetos e o melhor relacionamento.”


Para garantir a eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade, a Mazzini possui práticas, como:


  1. Auditorias Externas;
  2. Auditorias Internas;
  3. Check-list de monitoramento mensal da qualidade nas obras;
  4. Treinamentos in loco;
  5. Aberturas de ações preventivas e corretivas;
  6. Programa de gerenciamento de resíduos produzidos nas obras.

Em 2002, após algumas adequações nos processos internos, a construtora recebeu o Atestado de Qualificação no Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat -SiQ PBQP-H Nível A.


Já no ano seguinte, 2003, e também em 2009, todos os documentos internos foram revisados e adaptados às novas revisões 2000 e 2008, respectivamente, da norma ISO 9001, a fim de continuarem a atender aos requisitos estabelecidos.


Além das conquistas citadas acima, a Mazzini, em parceria com a empresa Logical Systems Consultoria, implementa desde 02/1999 os conceitos do “Lean Construction” (construção enxuta), que a permite atuar sistematicamente na área de planejamento e produtividade. Para garantir a eficiência do Lean Construction, a Mazzini possui práticas, como:


  1. Planejamento semanal de serviço nas obras;
  2. Reuniões mensais de acompanhamento de metas;
  3. Geração de agendas de aquisição e de insumos;
  4. Acompanhamento físico x financeiro através de Curva “S”;
  5. Desenvolvimento de desenhos de processos produtivos (DPP) dos diversos pacotes de serviços das obras;
  6. Apuração de índices de produtividades dos pacotes de serviços das obras.

Diante dos excelentes resultados já obtidos, a Mazzini e outras empresas do setor da construção civil, sob a direção da Logical, criaram o LCI (Lean Construction Institute do Brasil) que certamente as tornaram mais produtivas e, consequentemente, mais competitivas.

clickativo sistemas